sexta-feira, 4 de março de 2016

NOME NÃO


Por essas idas e vindas, de bar em bar, bebendo cerveja, lembramos de algumas cervejas brasileiras com nomes curiosos...




Daqui mesmo do Rio Grande do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre, em Novo Hamburgo, conhecemos a Bossta! Criada pelo holandês Henk, a confraria caseira cresceu e virou ponto de encontro de amigos, cerveja e boa comida. Tudo com Bossta!





http://www.cervejariaurbana.com.br/


“Bem humorados, os nomes das cervejas geram polêmica e ficam cada vez mais conhecidos
Com – SEIS - anos de existência, a cervejaria Urbana, do Jabaquara, zona sul de São Paulo (SP), tem ganhado destaque não só pelas receitas, mas também pelos rótulos. Com viés cômico, o conceito utilizado não tem agradado a todos os públicos. Inclusive, foram tachados de machistas com as marcas Gordelícia, Sporro e Refrescadô de Safadeza. Na defesa, um dos proprietários, André Leme Cancegliero, afirma que a proposta é totalmente voltada para o humor sem a intenção de denegrir a imagem feminina.
A Gordelícia foi um dos primeiros rótulos lançados pela cervejaria. Na garrafa, uma mulher fora dos padrões, com curvas arredondadas ilustra a bebida. A ideia surgiu por ser uma Belgian Strong Ale, uma “belga fortinha” como descreve André. “Ouvimos que nosso rótulo transforma a mulher em um objeto, mas não foi essa a intenção. Usávamos muito esse apelido na época da faculdade, sem cunho pejorativo, é uma brincadeira”, explica.
A opção pelas brincadeiras tem excluído a cervejaria de eventos e dificultado a comercialização em algumas redes de bares e restaurantes. Isso, no entanto, não preocupa a cervejaria que tem uma produção de mensal de 15 mil litros e, além de São Paulo, comercializa seus rótulos em Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais e Goiás. Ainda mantém tratativas para levar a marca para outros estados.”

Leia a notícia completa em: http://revistabeerart.com/news/2014/9/18/os-controversos-rtulos-da-urbana






“Mas afinal, quem são esses caras?
#AQUELESCARAS
Aqueles Caras é uma cervejaria cigana que possui uma única missão: possibilitar que uma vez ou outra você possa mandar tudo para a puta que pariu e ser feliz!
Nascida no Rio de Janeiro e lançada no Mondial de la Bière em Novembro de 2015, a ideia da criação da cervejaria e de seu primeiro rótulo, a APA Puta Que Pariu, vieram daquela vontade latente de mandar tudo para...







Pra fechar, a cervejinha caseira não muito simpática... Cerveja que se pede em alto e bom som: “Weiss Füder”!

Um comentário:

Unknown disse...

Onde consigo comprar dessa cerveja?

postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...